Preconceito, emoção, mídia e marketing...

sexta-feira, 17 de abril de 2009 |

A semana nos trouxe o que muitos chamaram de "nova Musa da Web" - Susan Boyle - sucesso absoluto nos acessos ao YouTube. Como todo mundo, assisti ao vídeo. E o que senti foi exatamente o que ocorreu. Logo no início, pensei: ela vai arrebentar, deve ter um vozeirão! Não deu outra.
Quanto a reação dos demais, somos sempre assim mesmo. Ao menos reconhecemos nossas falhas.
O que mais me incomodou foi minha reação totalmente diversa das demais pessoas que comentaram comigo sobre o vídeo. Já me emocionei muito mais com vários outros vídeos...
Será que sou mais ou menos preconceituosa que os demais??
Será que hoje, estou menos sensível??
E os mais céticos que podem dizer: aquilo era playback?
Senti sim, uma grande felicidade por ela, pelo dom que ela tem e espero que realize seu sonho, não o desperdice. Rosto e corpo bonitos, juventude e até mesmo a firmeza da voz se vão com o tempo...a fama também. Um dia, a mídia enjoa.

Quem conhece o grande cantor Nelson Ned? Independente do estilo, dono de uma grande voz, de um respeitável repertório e discografia...
Lembrei-me dele...(minha avó era sua fã) e pesquisei algo...onde andará?
Ironicamente, a notícia mais recente sobre ele data de outubro de 2008
Neste link

Se algum visitante deste meu humilde espaço tiver notícias mais atuais sobre ele, pode comentar. Espero sinceramente que esteja em melhor situação.
ISTO SIM, me leva ás lágrimas, saber que um grande artista do passado, consome-se pelas drogas e não consegue manter-se e superar seus problemas.
Minha vovó ficaria muito triste.

6 comentários:

Sérgio F. Lima disse...

Opa Jenny,

Nelson Ned é beeeem antigo... eu usava calças curtas e via Silvio Santos quando ouvia Nelso Ned :-)

Ele estava/está com problemas?

abs

Domingo Sou Botafogo desd criancinha :-)

Jenny Horta disse...

pois é Sérgio!! Ele está na pior, cheio de problemas de saúde, e parece que tinha problemas com drogas...eu também era garota no auge dele, minha avó o adorava e eu achava muito engraçado como, apesar do preconceito ele fazia muito sucesso!!
De nada adiantou superar o preconceito, afundou nas droga e está abandonado...nem é tão velho assim, tem 61. Isso é que é triste!!

Robson Freire disse...

Olá Jenny e Sérgio

Infelizmente o Brasil trata muito mal os seus ídolos do passado. Não só na musica mas em todos os setores da vida brasileira temos pessoas;talentos que foram esquecidos pelo novo hit do momento.

Quanto ao vídeo legal a sua colocação mas o que me emocionou foi ela acreditar no proprio talento, se mexer em direção ao seu sonho e ter a coragem de realiza-lo. Isso sim me emocionou.

Vivemos numa época de pouca de pouca auto estima em todos os setores, principalmente na educação onde maravilhosos profissionais se encontram desempregados ou mesmo desmotivados a contribuir.

Por isso exemplos de superação pessoal (não físico, mas de outra ordem) devem ser divulgados.

Adorei a postagem e no domingo....

É CAMPEÃO!!! É CAMPEÃO!!! É CAMPEÃO!!!

Abraços do amigo

Robson Freire

rociorodi disse...

Olá, Jenny!

Compartilho do mesmo sentimento que você, não me impressionei com a cantora. Talvez porque eu gosto de trabalhar com crianças em defasagem idade-escolaridade. Na escola criamos o projeto "Asas da Imaginação" a fim de reencantar a educação e apostar nas aprendizagens possíveis. Essa é uma utopia que eu quero viver e vivo. A gente descobre tantos talentos entre eles. Alguns desses jovens não conseguem superar a sua realidade - de abandono e pela falta de afeto deixaram de sonhar e ter boa autoestima - e a gnete se sente impotente a vê-los vez por outra na droga ou participando de roubos. Voltamos a falar com eles, mas nos acham diferentes da maioria das pessoas, que chuta-os. Parece que a gente vê eles se afogando em alto-mar e a gente está na beira da praia se sentindo impotente. Sinceramente, não me surpreendeu, pois existem como ela muitos talentos afogados. A sociedade tem um padrão de pessoa para o sucesso. As outras não têm oportunidades, ou seja, não lhes abriram as portas como a ela que cavou esse espaço, pois, conseguiu ser resiliente!
Um abração!
Maria do Rocio

rociorodi disse...

Jenny,

Pelo excelente trabalho que vem desenvolvendo com as crianças da sua escola - aproveitando o comentário do vídeo "sem preconceito" - e nos fazendo aprender mais com suas comunicações, a sua simpatia de sempre nos fazer sentir bem na comunidade do Blogs Educativos, como uma perfeita anfitriã, passa lá no Blog que tem um selinho para você e sua(s)turma(s).
Viva a Leitura!!!
Maria do Rocio

Roseli Venancio Pedroso disse...

Oi Jenny!!!
Nossa fazia muito tempo que não aparecia por aqui. Pura correria mesmo. Nem no grupo tenho comparecido. Quanto a sua colocação, compreendo seu ponto de vista. Da mesma maneira que compreendo a coragem dessa que se tornou celebridade da noite para o dia. Só espero que ela saiba aproveitar esse momento pois ele é instantâneo mesmo. Amanhã a mídia já terá outro(a) em seu lugar. Tudo no mundo anda assim: FAST. Comida, relacionamentos, trabalho, tudo enfim.
Bjs