Não. Não é um Blog, é uma vitrine da cultura brasileira.

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 |



Quando resolvi ser blogueira pensei: vou escrever sobre o quê? É claro que, de imediato, a palavra educação já está nas entranhas...
Mas ao longo destes 3 anos, percebo que blogar é sobretudo descobrir coisas boas e por tras delas, boas gentes! Boas ações, bom astral, determinação por algo em que se acredita e sobretudo aprendizado.
Acredito que o "advento da internet", em especial o "ato de blogar" traz implícito algo que a sociologia e as demais ciências humanas ainda terão muito o que estudar. Mas infelizmente, essa ainda não é minha área... só me resta curtir e aproveitar ao máximo.
Conheci um blog que me deixou encantada com seu conteúdo e quero indicar a todos os que visitam esse meu espaço: Foi desse jeito que eu ouvi
Vale a pena conhecer e ler suas histórias. Uma verdadeira vitrine de cultura brasileira, diversidade e educação de verdade. Não é á tôa que a moça tem nada menos que 600 seguidores! Parabéns Profª Silvana, obrigada por partilhar conhecimento conosco.

Destaco aqui, uma oração, que demonstra em belas e profundas palavras a tradução do sentido de diversidade. O que é do bem, o é em qualquer raça, cor, credo, tempo e lugar:

"Faça com que meus olhos sempre
reflitam o vermelho dos poentes;
Que eu seja sábio e entenda as lições
que o senhor escolheu em todas as
folhas e todas as pedras;
Ajuda-me a estar sempre pronto
com as minhas mãos puras e
com o meu olhar franco,
para que quando minha vida termine,
Meu espírito possa ir com orgulho ao seu encontro."

(Prece dos índios Ogibiê norte-americanos)

4 comentários:

Silvana Nunes .'. disse...

BOM DIA !
Antes de mais nada estou aqui para agradecer a visita e seu comentário tão significativo para mim.MUITO OBRIGAPA POR SUAS PALAVRAS CARINHOSAS PARA COM O MEU TRABALHO QIE É FEITO PARA VOCÊS COM MUITO AMOR. Só eu sei o quanto me custa mantê-lo no ar alimentando diariamente.
Eu ando um pouco ausente, minha conexão anda péssima, lentíssima - perco muito tempo para abrir os blogs, os mais carregados eu até desisto. Como já havia dito, eu moro dentro de um pedacinho da mata Atlãntica e o sinal aqui é muito dificultoso. Além do mais, com toda essa chuva que tem caído tenho mantido o meu computador desligado por conta dos raios, já queimei uma televisão por causa disso, aqui não tem pára-raios ( agora vê, acostumada com cidade grande, achei que no mato poderia existir um pára-raio - só eu mesma). Espero que compreenda as diversas limitações de quem escolheu viver no mato.
Hoje eu trago a lenda da cidade de Jericoacoara lá no Ceará. Uma belíssima cidade, mas que possui uma lenda sinistra....
A medida do possível vou colocando as histórias, com a lentidão de sempre.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... agradece mais uma vez a sua visita esperando que volte sempre.
BOM DOMINGO.
Saudações Florestais !
http://www.silnunesprof.blogspot.com

Silvana Nunes .'. disse...

Quer saber, nem me fala na segundona. Aqui na minha casa somos todos botafoguenses. E ainda me fez o favor de perder ontem. Mas não importa, afinal NINGUÉM CALA ESSE NOSSO AMOR!
Mais uma vez muito obrigada pela força, valeu MESMO.
Beijo grande.
Silvana Nunes.'.

Roseli disse...

Oi Jenny, tudo bem? Que linda oração essa não?
Dá uma passadinha em meu blog que tem um presentinho pra você.
Bjs

Fernanda Tardin disse...

Olá, Jenny!
Já conheço o blog da Silvana, ele é mesmo muito interessante. O trabalho que ela realiza é excelente.
Parabéns pelas postagens.
Obrigada por divulgar o meu blog.
Apareça quando quiser, será um prazer a sua visita.
Bjs...